Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 14/05/2013

Programa Estadual Rio Sem Homofobia reúne sociedade civil e gestores municipais em Nova Iguaçu

Reunião realizada no município tratou da instalação do Centro de Cidadania LGBT – Baixada II

Na tarde da última segunda-feira, 13 de maio, a equipe da Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, através do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, esteve reunida na sede da Supervisão Regional da Subsecretaria da Baixada (órgão ligado a Secretaria de Estado de Governo), em Nova Iguaçu, com ativistas e gestores municipais de parte da região da Baixada Fluminense para tratar da instalação do Centro de Cidadania LGBT Baixada II, que terá como sede a cidade de Nova Iguaçu. O encontro foi agendado previamente e aberto a todos os interessados.

Durante o encontro o superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos e coordenador do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento, apresentou o projeto do Centro de Cidadania LGBT, que vai atender a população de Nova Iguaçu, Itaguaí, Nilópolis, Mesquita, Seropédica e Queimados. O equipamento público estadual regionalizado seguirá os mesmos padrões das quatro unidades já existentes (Capital, Nova Friburgo, Duque de Caxias e Niterói), atendendo demandas da população LGBT, seus familiares e amigos no que tange a situações de discriminação e violência homofóbica e ou promoção de seus direitos. O serviço contará com atendimento jurídico, social e psicológico, e funcionará de segunda a sexta, de 9 as 18h.

Além de explicar o cronograma de trabalho para a instalação do Centro de Cidadania LGBT Baixada II, Cláudio Nascimento, destacou que será criada uma Comissão de Acompanhamento, Monitoramento e Avaliação do equipamento para acompanhar suas atividades. “Articulamos algumas parcerias para fazer a cooperação com as prefeituras e secretarias municipais da região. Nesse encontro já obtivemos a adesão da Secretaria Municipal de Assistência Social de Nova Iguaçu, através da Coordenadoria de Combate a Intolerância e Desigualdade e da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania de Queimados. Segmentos do movimento LGBT de Nova Iguaçu, Queimados, Nilópolis e Mesquita toparam participar também e agora é seguir com o trabalho para a instalação do Centro LGBT, uma reivindicação antiga da comunidade local”.

O edital para a contratação de profissionais técnicos será coordenado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). A inauguração está prevista para o mês de julho. A implantação do segundo Centro de Cidadania LGBT na região da Baixada Fluminense irá contribuir na ampliação da cobertura de atendimento aos LGBTs da Baixada. O serviço será instalado na Subsecretaria Regional Baixada, que fica na Rua Otávio Tarquino, n° 774, bem no centro de Nova Iguaçu.

“Podem contar com nossa militância para a realização desse trabalho. Nós somos sonhadores como vocês, que começaram essa política no Rio de Janeiro e hoje são realizadores. Estamos o tempo todo bebendo na fonte de vocês e a gente quer passar de sonhador para realizador. Contem com nosso esforço para que esse Centro LGBT seja realmente um sucesso”, declarou Islene Motta, Presidente da Fundação da Diversidade Sexual Colorida, de Nilópolis, que discutiu o projeto juntamente a outros ativistas da região, como: Haroldo Well, da ALED Queimados, Xuxa, do Movimento LGBT Acorda Cabuçu de Nova Iguaçu, Irany Miranda, do Movimento LGBT de Mesquita, Kelly Cristina Ribeiro, do Grupo Ellos, Ziza Nascimento, supervisora da regional da subsecretaria da Baixada, representando o subsecretário Carlos Castilho, dentre outros. 

Estiveram presentes no encontro os coordenadores dos Centros de Cidadania LGBT Baixada I, Sharlene Rosa e Ernane Alexandre, Serrana I, Silvia Furtado, e da Capital, Sheila Corrêa, além da coordenadora do Disque Cidadania LGBT, Cristiane Arigoni, do coordenador executivo da SuperDir, Gerson Santos, e da representante do Laboratório Integrado de Diversidade Sexual, Direitos e Política da UERJ, Adriana Shad Balthazar. Este órgão é parceiro no programa de implantação dos Centros de Cidadania LGBT, do Rio Sem Homofobia.

Para Cláudio Nascimento, a instalação do Centro LGBT na região é um momento importante na luta pelos direitos e cidadania da população LGBT no Estado do Rio: “Representa muito ter mais um Centro de Cidadania  LGBT na Baixada Fluminense, especialmente em Nova Iguaçu. É uma região muito carente de serviços, com um nível de desenvolvimento humano muito baixo e, especificamente na população LGBT, com muitas  denúncias de violência, discriminação e homofobia. Eu como Iguaçuano, que vim de  Austin para a militância nacional, é um motivo de orgulho também pessoal, de voltar a essa cidade e de trazer boas novas”, encerrou.

 

Informações para imprensa

Márcia Vilella | Felipe Martins | Natália Vitória

ASCOM SuperDir | SEASDH

(21) 2284-2475 | 8158-9692 | 7965-4313 


Galeria de imagens