Página inicial / notícias / leis e direitos / governo do rio de janeiro

Notícias

Publicado em 23/01/2017

Dia da Visibilidade Trans 2017 - 27 a 30 de janeiro

Veja a programação oficial do Rio de Janeiro para celebrar e marcar o Dia da Visibilidade Trans 2017, entre os dias 27 e 30 de janeiro. Uma iniciativa Rede Trans Brasil e Rio Sem Homofobia.

Programação em Celebração ao Dia da Visibilidade Trans – Rio de Janeiro

Dia 27 de janeiro – sexta-feira – às 18h às 21h

:: Lançamento do conjunto de ações em prol da visibilidade Trans em 2017:

Vídeo sobre Saúde, Cidadania e Respeito à População Trans e do Programa Viva Melhor Sabendo e seus impactos positivos na politica de saúde pública, do Departamento Nacional IST / AIDS e HIV, lançamento da campanha “+ AMOR – TRANSFOBIA” da Rede Trans Brasil e da série de cards da campanha da ONU Livres & Iguais “Sobre Viver Trans: histórias de afeto e empoderamento pela visibilidade das pessoas trans”.

  • Falas de lideranças trans e autoridades. atrações culturais, homenagens, desfile de moda e coquetel;
  • Pocket show com a cantora e atriz Jane Di Castro    
  • Apresentação da musicista Kathyla Katheryne Valverde.
  • Desfile de moda do projeto “TransformaSER”, do Empório Almir França e Luana Muniz.

 (Atividade certificada e aberta ao público)

Local: Teatro 2 do Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio.

Realização: Rede Trans Brasil, SEASDH-RJ/ Programa Rio Sem Homofobia, ONU Brasil, Departamento IST/HIV-Aids/Ministério da Saúde, Ministério da Justiça e Conselho dos Direitos da População LGBT do Estado do Rio de Janeiro.

Apoio: CCBB - Rio, CRESS, Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, Conexão G - Grupo LGBT de Favelas, Empório Almir França, Micro Rainbow e INI/Fiocruz.

Mesa da Solenidade:

  • Adele Benzaken - Diretora do Departamento Nacional de IST, Aids e Hepatites Virais - Ministério da Saúde.
  • Alicia Grugrer – Assessora da Área Técnica do Ministério da Saúde
  • Ângela Pires Terto - Assessora de Direitos Humanos da ONU Brasil.
  • Beatriz Grinsztejn - Chefe do Laboratório de Pesquisa Clínica em DST e HIV/AIDS (Lapclin-AIDS) INI/FIOCRUZ.
  • Cauã Cintra - Coordenador Nacional de Homens Trans da Rede Trans Brasil.
  • Cláudio Nascimento – Superintendente da SEASDH-RJ e Coordenador do Programa Rio Sem Homofobia.
  • Fabio Cunha – Diretor Geral do Centro Cultural Banco do Brasil.
  • Flávia Piovesan - Secretaria Especial de Direitos Humanos do Ministério da Justiça e Cidadania.
  • Gilmara Cunha – Coordenadora do Grupo Conexão G/Grupo LGBT de Favelas.
  • Jordhan Lessa – Guarda Municipal e Coordenador da União Nacional LGBT – Núcleo Maricá /UNA LGBT – Maricá RJ.
  • Júlio Moreira – Presidente do Conselho dos Direitos da População LGBT – RJ.
  • Lívia Cásseres – Defensora Pública e Coordenadora do NUDIVERSIS/DPGE-RJ
  • Marcela Romero – Rede de Travestis e Transexuais da América Latina - Red Lac Trans /Rede Trans Argentina.
  • Tathiane Aquino de Araújo – Presidente da Rede Trans Brasil.

Dia 28 de janeiro – sábado – das 14h às 18h

:: Roda de Conversa: “Atual quadro de violação de direitos humanos das pessoas Trans no Brasil” – debate com mulheres e homens trans, gestoras/es e especialistas. Coffee break.

(Atividade certificada e aberta ao público)

Local: Sala Multimídia do CCBB - Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio - 5° andar.

Realização: Rede Trans Brasil, SEASDH-RJ/ Programa Rio Sem Homofobia, ONU Brasil, Departamento IST/HIV-Aids/Ministério da Saúde, SEDH/Ministério da Justiça e Conselho dos Direitos da População LGBT do Estado do Rio de Janeiro.

Apoio: CCBB – Rio, CRESS, Grupo Arco-íris de Cidadania LGBT, Conexão G - Grupo LGBT de Favelas, Emporio Almir França, Micro Rainbow e INI/Fiocruz.

 Debatedoras/es:

  • Alessandra Ramos – Integrante do Conselho Estadual dos Direitos LGBT – Rio e Assessora Parlamentar do Deputado Federal Jean Wyllys
  • Ângela Pires – Assessora de Direitos Humanos da ONU Brasil.
  • Cláudio Nascimento – Superintendente da SEASDH-RJ e Coordenador do Programa Rio Sem Homofobia.
  • Jaqueline Gomes – Professora Doutora do Instituto Federal do Rio de Janeiro.
  • Kathyla Katheryne Valverde – Integrante do Conselho dos Direitos da População LGBT – RJ.
  • Laylla Monteiro – Assistente de Pesquisa de Projetos para Travestis e Mulheres Trans – LAPCLIN Hiv-Aids - INI /FIOCRUZ
  • Leonardo Peçanha – Professor e Coordenador de Pesquisas do Instituto Brasileiro de Transmasculinidades - IBRAT
  • Marcela Romero – Rede Lac Trans/Argentina.
  • Marina Reidel – Coordenação Nacional LGBT/SEDH-MJ
  • Sayonara Nogueira – Secretaria de Comunicação da Rede Trans Brasil
  • Simon Prado – Antropólogo e Ativista Homens Trans
  • Tathiane Aquino de Araújo – Presidente da Rede Trans Brasil.

 

 

Dia 29 de janeiro – domingo - 11h

:: Ato/Manifesto – Dia Nacionais da Visibilidade de Pessoas Travestis e Transexuais: “+AMOR –TRANSFOBIA”

- Vamos lembrar as vítimas que a transfobia matou em 2016. Levem suas faixas, seu cartaz e principalmente a sua solidariedade e seu desejo em construir um mundo mais diverso.

       Local: Posto 2 da Praia de Copacabana (Em frente ao Quiosque Rainbow)

Organização: Rede Trans Brasil, Grupo Arco-íris, Conexão G Grupo LGBT de Favelas, Conselho Dos Direitos da População LGBT do Rio de Janeiro e outros movimentos sociais.

 

Dia 29 de janeiro – domingo - 17h – 20h30

:: Mostra de Documentários e Curtas - Transdiversidades. Coffee break

Exibições:

- Curta “A Inevitável História de Letícia Diniz”, do cineasta e dramaturgo Marcelo Pedreira: curta-metragem escrito e dirigido por Marcelo Pedreira, adaptação dos três primeiros capítulos de seu romance A INEVITÁVEL HISTÓRIA DE LETÍCIA DINIZ, publicado pela Editora Nova Fronteira, em 2006. Protagonizado por Michelle Batista (Letícia Diniz) e Jane Di Castro (Tio Cristina). Eleito MELHOR FILME no Festival Mix Brasil de 2012 e exibido em mais de 20 países. Conta a história de uma belíssima travesti, desde sua infância em Porto Velho (Rondônia), até sua iniciação no submundo da prostituição no Rio de Janeiro.

- Documentários da série Noturnas: exibição de 13 mini-docs com mulheres transexcuais, da série Noturnas, do cineasta Alan Ribeiro. A série, composta por de 46 mini-documentários no total faz um levantamento histórico das principais artistas da noite carioca:

Ep. 03 – Angélica Ravache;

Ep. 09 – Denise Taynáh;

Ep. 17 – Jane Di Castro;

Ep. 34 – Ruddy Pinho;  

Ep. 40 – Suzy Parker;

Ep. 44 – Yeda Brown;

Ep. 22 – Luana Muniz;

Ep. 04 – Camille K;

Ep. 11 – Valeria;

Ep. 07 – Claudia Celeste;

Ep. 32 – Robertta D’Summer;

Ep. 46 – Yone Karr;

Ep. 01 – Aloma.

 

- Lançamento de um curta da série “Tempero da Diversidade”, onde mulheres trans falam de seu cotidiano, como trabalho e afetividade, enquanto cozinham. É uma produção do IFRJ – campus Belford Roxo, coordenado pela Professora Doutora Jaqueline Gomes. 01 curta-metragem de 6 minutos.

- Bate – papo com os cineastas, cantora e atriz Jane Di Castro, ativista trans Bete Fernandes, Conselheira Estadual LGBT - RJ Kakau Ferreira e a gestora Denise Taynah.

(Atividade certificada e aberta ao público).

Local: Cinema do CCBB – Térreo - Rua  Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio.

Realização: SEASDH-RJ/ Programa Rio Sem Homofobia, Rede Trans Brasil e Instituto Federal do RJ

Apoio: CCBB-Rio, CRESS, Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, Conexão G - Grupo LGBT de Favelas, Empório Almir França, INI/Fiocruz e Micro Rainbow.

 

Dia 29/janeiro – domingo - 20h30 – 21h

:: Show pelo Dia da Visibilidade Trans

Local: Quiosque Rainbow - Posto 2 da Praia de Copacabana (Em frente ao Copacabana Palace)

Atividade aberta ao público.

Organização: Rede Trans Brasil, Grupo Arco-íris e Conexão G – Grupo LGBT de Favelas.

 

Dia 30 de Janeiro – segunda-feira -14h às 17h

:: Mesa –Redonda: Construindo estratégias para a efetivação do direito a identidade de gênero da Defensoria Pública Geral do Estado do Rio de Janeiro e de especialistas na temática (apresentação de boas práticas)

(Atividade certificada e aberta ao público)

Local: Defensoria Pública do RJ / Auditório do 2º andar - Avenida Marechal Câmara, 314 – Centro.

Debatedoras/es:

  • Alessandra Ramos – Coordenadora Nacional do Fórum Nacional de Pessoas Trans Negras.
  • Livia Casseres – Defensora Pública e Coordenadora do NUDIVERSIS/DPGE-RJ.
  • Bruno Bimbi – Jornalista e Dr. Em Letras e Assessor do Deputado Jean Wyllys.
  • Leonardo Peçanha – Coordenador do Instituto Brasileiro de Transmasculinidades – IBRAT.
  • Tathiane Aquino de Araújo – Presidente da Rede Trans Brasil.
  • Cláudio Nascimento – Superintendente da SEASDH Coordenador do Programa Rio Sem Homofobia.
  • Carolina Haber – Diretora de Pesquisa de Acervo à Justiça da DPGE-RJ.
  • Pedro Rennó Marinho – Defensor Público Federal e Membro do GT Identidade de Gênero e Cidadania LGBT da DPU.

 Realização: NUDIVERSIS - Núcleo de Diversidade Sexual e Direitos Homoafetivos, da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e Fórum Nacional de Pessoas Trans Negras.

Apoio: SEASDH-RJ/ Programa Rio Sem Homofobia